Reflexões sobre aniversariar

Olá a todos. Isto é que têm sido intervalos entre posts! Peço desculpa aos que acharam que eu já tinha procurado ajuda psiquiátrica e agora se apercebem que afinal não. 

Há três dias celebrei 27 anos. É um daqueles números ingratos. Não é um número nada redondo e já tem aquela pontinha a espreitar com uma voz lá ao fundo “veeeeeeeeeeeelho”. Sempre achei que um jovem é aquele indivíduo que tem 25/26 anos. Dizer que se tem 27 sempre me soou a “já tenho quase 30, que é como quem diz, metade do caminho até chegar a idoso.” Eu até gosto da ideia de ser idoso, já defendi isso aqui. Felizmente não me está a dar para a calvície mas sim para os cabelos brancos, que já tenho uns quantos. Mas o que quero focar aqui hoje não é o facto de envelhecer em si. É sim, o dia específico em que celebramos o aniversário. Fará assim tanto sentido? Vamos ver.

Já expus a minha indignação contra o hino “Parabéns a você” neste blog. Mas há mais coisas que me dão comichão. Neste dia temos uma enchente nas redes sociais a desejar um dia muito feliz. Só um dia?! Então e os outros dias todos? Nos outros dias não tenho direito a ser muito feliz e a ter uma vida repleta de bons momentos com muito amor e as maiores felicidades? Ainda há quem disfarce e no fim diga “hoje e sempre”. Mas isso para mim não conta, porque é egoísmo. É como quem diz “toma lá esta mensagem abrangente que é para ficares já despachado para toda a vida”. Eu não gosto disso. Além de egoísmo, é incoerente, porque essas pessoas no ano seguinte voltam a enviar uma mensagem do mesmo género. Então afinal quantas vidas eu tenho?! É este tipo de questões que ninguém coloca. No mundo ideal, seríamos tratados todos os dias como se fosse dia de aniversário com total consideração das pessoas que nos rodeiam. Perdia-se em termos de entupimento do Facebook com mensagens, mas ganhava-se em termos de fatias de bolo. 

Já agora outra coisa gira: há pessoas que quando recebem presentes detectam imediatamente imperfeições nos artigos ofertados. E normalmente quem oferece percebe logo que o aniversariante fez aquela cara de: “Eh pá tão gira esta caneca! Tem aqui uma bolhinha na loiça…mas não faz mal…Deve ser mesmo assim…ou mesmo que não seja, a cavalo dado não se olha os dentes não é verdade! Pois é, pois é … Olha, também tem aqui uma lasca…”. E é isto. São aquelas pessoas que normalmente ficam mais excitadas com o talão de troca do que com a prenda em si. Não critico nem elogio. Era apenas em tom de observação. Eu sou muito observador. Mas disfarço bem. E guardo logo muito bem o talão de troca sem ninguém reparar.

Outra coisa má é a ressaca. Não estou a falar da ressaca que deriva do abuso do álcool, mas sim a ressaca do dia a seguir ao dia de aniversário. Há uma grande comoção, mensagens de toda a gente, em alguns casos festa ou jantar, o cantar do hino dos Parabéns (que volto a insistir que devia ser alterado), bolo, beberagens…. toda uma panóplia de coisas boas e no dia a seguir: Nada. Vazio. No dia a seguir sabem o que há? Algumas pessoas a mandar restos. Há sempre alguém que nos diz no dia a seguir “Parabéns atrasados”. E isto mexe comigo, porque eu nunca sei se a pessoa está a querer dizer que me está a desejar parabéns fora de hora, ou se está a aproveitar para desejar parabéns e me chamar atrasado ao mesmo tempo. E mexe comigo porque há algum fundo de verdade nessa argumentação e é também uma maneira muito subtil de o fazer. É tudo uma questão de vírgulas.

É provável que muitas pessoas, especialmente aqueles que lerem este texto, para o ano me enviem uma mensagem a dizer “Um Parabéns, atrasado” com a tal vírgula a meio só para me lixar. Mas eu vou responder “Obrigado pela mensagem, retardada”.

Anúncios

One comment

Partilhar o que vai no fundo da alma

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s