As drogas são amaricadas

Ai e tal a droga! Um mundo de bandidos, obscuro e tão perigoso. São uma cambada de maricas é o que é pá! Todos armados em maus, mas a verdade é que são cheios de maniazinhas choninhas e obsessões mariquinhas. Se antigamente andar na droga era um problema moderno e de homem, agora é uma desgraça. Ora vejam.

A atenção ao detalhe destes meninos. Vende-se a droga ao grama. Já trabalhei nas obras e vi homens a competir quem é que levava a saca de cimento que pesasse mais quilos. Na droga não. No mundo da droga, pesa-se tudo ao grama. Faz lembrar as mães a cortar o bolo de aniversário e a dizer “Vá Júlio Marcos, tem de ser fatias pequeninas para render paradelicatssen da cocatoda a gente”. Imaginem se houvesse um franchise de venda de droga. Era como ir ao Continente para comprar fiambre: “Olhe é 250g de cocaína faz favor.” E a senhora a pôr na balança e a gritar lá do fundo: “Passou um bocadinho. ‘Tá bom assim?”. Ah, e depois tem de se pôr cada grama de droga em saquinhos muito pequeninos, tudo organizadinho para ser em doses individuais e de fácil utilização, tipo toalhitas.

Outra: quando têm de fazer aquelas transações com quantias de dinheiro muito elevadas usam sempre sacos de desporto dos grandes ou malas de viagem. Não serviam sacos de plástico pretos do lixo daqueles fortes, tinha de ser sacos de marca com alças e fecho éclair todos pipis. Amigos, eu já vi velhotes que em vez de carteira, andavam com os documentosbagmoney e o dinheiro dentro de um saco de plástico do Pingo Doce todo enrolado dentro do bolso. Isso é que é malta da dureza, não é agora andar com saquinhos de desporto.

E dentro desses sacos de desporto o que é que entra, o quê? Notinhas todas viradas para o mesmo lado, em molhinhos todos da mesma quantidade muito arrumadinhas com um elasticozinho à volta. Às vezes também em rolinhos.

E como é que se prova a droga? Um niquinho na pontinha da língua. É requinte de enólogo isto. Aposto que os traficantes também apanham alguns lotes de heroína que estagiaram em barris de carvalho francês, de consistência encorpada e potente com uma persistência longa e taninos maduros. Isto à homem era misturar coca num caneco de vinho tinto aquecido em cima do fogão a lenha e despachar em dois tragos enquanto se come batata doce assada homem! Com casca e tudo. E tem de ser batata doce que já estava a fermentar vodka.garrafao heroina

Amigos prestem atenção a isto: a droga está a destruir o mundo. Está a criar uma sociedade de choninhas. Não queiras ser choninhas. Diz não às drogas. Vai antes beber uma cerveja que isso é que é de homem.

Anúncios

Partilhar o que vai no fundo da alma

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s