Ser emigrante é um grande dáilema

Tal como todos os emigrantes portugueses no Reino Unido, também eu enfrento o maior problema com que um falante da língua portuguesa se depara quando volta ocasionalmente a Portugal. E qual é esse problema?

Perguntam vocês: Será que é a a dificuldade em lidar com as saudades da família e amigos? Será que é o sentimento de não saber já onde é que é o nosso lar? Será que é a dificuldade em adaptar-nos a um estilo de vida mais pacato e condescendente em Portugal, depois de um vasto período de tempo a viver fora? Será que é aquela comichão no rego do rabo causada por roupa interior de poliéster? Nada disso. Se bem que a comichão no rego do rabo causada por roupa interior de poliéster esteja ao mesmo nível do que vos vou falar hoje.

O grande problema que eu como emigrante português em Inglaterra enfrento, é que já não sei dizer certas palavras. E não pensem que já me estou a armar em fino e que vou para Portugal dizer “Thank you” em vez de “Obrigado” ou meter estrangeirismos sem sentido a meio de frases em português só para mostrar à malta desde do Vale do Rabelho a Vilar de Perdizes quem é que tem o melhor inglês da tasca. Aliás, eu refiro-me exactamente ao oposto. Eu gosto pouco de dar nas vistas, especialmente por más razões, e felizmente os meus níveis de bazófia sempre foram muito baixinhos. Mas é inevitável que possam surgir mal-entendidos com palavras que em Portugal nos acostumámos a dizer de maneira diferente do que se diz em Inglaterra, que é (penso eu) em Inglês.

Primeiro exemplo: IKEA. Esta é das fáceis porque também há muita gente em Portugal a dizer IKEA de várias maneiras diferentes. No entanto, a forma mais comum é I-Q-A, ou Ikêá. Ora, aqui em Inglaterra se eu disser I-Q-A, ninguém sabe onde é que eu fui comprar mobília. Só se eu disser Ai-Kía. Não sei bem se isto é uma sigla ou uma palavra sueca. Ou se inglesa até. Mas cá é Ai-Kía que se diz. E depois voltas a Portugal e sem querer dizes Ai-Kía. E alguém a gozar pergunta-te: “Ai-Kía? Então porquê, já não quer?! EHEH” E pronto, geram-se silêncios constrangedores derivado de piadas parvas. E toda agente sabe que esses são os piores tipos de silêncio.

AIKIA

Outra palavra que eu já não sei dizer é aquela marca de máquinas de costura, a SINGER. Em Portugal é Sinjer. Em Inglaterra é Singâr. Singâr como singer (cantor em inglês). Isto não é fácil de explicar sem aqueles símbolos de fonética dos dicionários.

Sinjer ou singer

Cá também não se vai à Primark – vai-se à Praimark. Lê-se Praimark. Se disseres Primark em Inglaterra, és um burro que não sabe ler inglês, e se fores para Portugal dizer Praimark és um emigrante que só porque está lá fora, acha que sabe mais que os outros. Bem me disseram que isto de emigrar era difícil, mas nunca pensei que fosse tanto…

Também já não compro cá pastilhas Trident. Eles só vendem Traident. Mas eu não posso chegar a Portugal e pedir pastilhas Traident. Vão me olhar logo com olhos de quem está a ver um Traidor. E com razão, que isto é traimado. Posso sempre dedicar-me à pesca e fugir numa traineira… Ok, eu sei, já chega.

Sony também não é Sóni. É Sôuny. O que para mim é lixado porque tenho um telemóvel desta marca e quando me perguntam tenho sempre de pensar em que país estou no momento da resposta. Devia ter antes comprado um Ai-fóne da Eipâl.

Já estão a perceber agora por que tipo de dramas passa um emigrante? Isto para quem anda num vai-vem de país para país, é uma dor de cabeça do caraças. E o pior é que para esta dor de cabeça já não sei se hei-de tomar Paracétamole ou Parací-tamol.

Anúncios

One comment

  1. […] Partindo do princípio que o guarda-chuva protege da chuva, se chovessem fatos tínhamos de usar um guarda-fatos, que é basicamente, um roupeiro. – E um roupeiro ao contrário é um barco. Novamente, utilidade – zero. Se fosse caso de chover chuva (de água) a sério ainda dava jeito, mas se houver uma inundação de fatos é só uma ida à Primark. Já agora é Primark ou Praimark? Descubram aqui. […]

    Gostar

Partilhar o que vai no fundo da alma

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s